...
🛫 Leia mais sobre infobusiness, alfabetização financeira, crescimento pessoal. Negócios de internet, negócios na internet, investimentos, ganhos, profissões, investimentos rentáveis, depósitos. Histórias de sucesso, auto-desenvolvimento, crescimento pessoal.

Como não ter medo do dinheiro e ter sucesso

4

Como não ter medo do dinheiro no século 21? Quando dois terços das pessoas têm medos relacionados ao dinheiro. Ao mesmo tempo, eles também não tomam as medidas necessárias para superar o medo do dinheiro, permitindo que o pânico domine a situação financeira.

Todos podem superar o medo do dinheiro, para isso vale a pena se armar com métodos adequados. Conseguir mais dinheiro e trabalho ativo não está na lista porque muito dinheiro esconde medos ou aumenta esses medos.

Em conversas sobre dinheiro, um elemento de tabu geralmente prevalece. Em algumas famílias ou círculos sociais, é considerado falta de educação discutir fatores financeiros. No entanto, se uma pessoa não tem medo de dinheiro, as conversas são menos inconvenientes.

O dinheiro é uma necessidade vital. No entanto, é extremamente difícil para uma pessoa que tem medo do dinheiro interagir com as finanças. A fobia afeta naturalmente a vida diária de uma pessoa, pois torna-se difícil fazer compras ou trabalhar. Alguns temem apenas o poder do dinheiro, outros podem temer o fracasso financeiro ou a responsabilidade que o dinheiro traz.

Como não ter medo do dinheiro – Sinais de medo do dinheiro

Muitas vezes, o medo do dinheiro é inerente às pessoas de renda média. Para responder à pergunta de como você não pode ter medo do dinheiro, primeiro você precisa diagnosticar essa fobia. Se uma pessoa achar que está preocupada com o seguinte:

  • Uma pessoa pode comprar comida e coisas necessárias;
  • Qual será a conta de luz;
  • Poupança suficiente em caso de perda de emprego.

Muitas vezes, os seguintes sintomas também aparecem:

  • Extrema indecisão de pensar em dinheiro

Para a maioria das pessoas, o problema se resume à falta de vontade de combater hábitos pouco saudáveis, gastar ou economizar. Talvez isso signifique que uma pessoa está muito relutante em gastar dinheiro, mesmo em itens necessários, porque há medo de que eles acabem. Ou uma pessoa se sente impotente na gestão das finanças.

  • Sair da sua rotina habitual

Se uma pessoa tem medo do dinheiro, então ela pode evitar atividades que são predominantemente agradáveis.

  • Desejo de continuar contando dinheiro

Não há problema em verificar suas finanças e conta bancária regularmente. Algumas pessoas os verificam todos os dias. No entanto, se uma pessoa entrar constantemente no banco ou contar dinheiro na carteira várias vezes ao dia, enquanto estiver estressada, isso significa que há um problema específico.

Outros sinais

  • Pensamentos depressivos ou doenças físicas

O medo de qualquer separação com dinheiro, como outras fobias, também pode trazer fortes sentimentos de desesperança, ansiedade e depressão. Se uma pessoa sente ansiedade severa causada pela situação financeira, vale a pena entrar em contato com um profissional de saúde mental.

Em alguns casos, os sintomas físicos também são experimentados, como tremores, sudorese, boca seca, náusea ou falta de ar. Se for esse o caso, a pessoa também precisa da ajuda de um profissional.

Como você pode não ter medo do dinheiro – Causas do medo

Como não ter medo do dinheiro e ter sucesso

As instituições sociais fazem você acreditar que o dinheiro é ruim, então as pessoas com dinheiro também se tornam ruins. As religiões dizem que pobreza é piedade. Existe a ideia de que, para realizar sonhos, deve-se ser um "artista faminto" que sacrifica a fortuna financeira pela alegria do trabalho. Além disso, o desprezo muitas vezes justificado pelo capitalismo e a ideia de que toda pessoa bem-sucedida também é corrupta.

Tal como acontece com outras fobias, o medo do dinheiro também pode resultar de experiências negativas que o dinheiro geralmente traz. Onde há dinheiro, há ganância, e esse conceito está arraigado nas pessoas desde a infância na forma de contos de fadas e histórias de vilões que prejudicam bons personagens para obter ganhos materiais.

Pesquisas mostram que as atitudes em relação aos funcionários mais bem-sucedidos são negativas. Os colegas são rápidos em apontar as falhas daqueles que são um pouco mais ricos, o que cria uma associação subconsciente negativa. As pessoas criticam mais severamente aqueles que estão apenas um degrau acima em status, mais do que aqueles que são significativamente mais bem-sucedidos. Mas as pessoas também começam a se criticar quando alcançam maior sucesso.

Há muitos conselhos sobre como lidar com o fracasso, mas não muito sobre como lidar com o sucesso.

medos negativos

Medo da perda. Medo que limita as pessoas na criação de riqueza. É mais seguro manter seu dinheiro em uma conta poupança do que investir. Muitos têm medo do mercado de ações ou de outros investimentos e, portanto, se contentam com economias simples. Infelizmente, o poder de compra do dinheiro diminui com o tempo devido à inflação. Ou, tendo ganhado coragem para investir, o mercado cai. Esse medo de grandes perdas faz com que as pessoas vendam ações e percam a recuperação.

HC Social. O medo social de perder pode levar uma pessoa a preferir oportunidades sociais ao avanço pessoal ou profissional. Eventos sociais frequentes, compras caras. Esse problema envolve gastos que não correspondem ao status social. Novamente, não se trata de privação. Isso é necessário para entender se uma pessoa está fazendo algo porque realmente gosta ou por medo de perder algo importante.

Síndrome do impostor. O medo de não se encaixar na escola, na classe social ou no trabalho pode limitar o crescimento pessoal e profissional. Neste problema, uma pessoa pode perder oportunidades vitais de desenvolvimento e comunicação. É impossível tentar conseguir um emprego para o qual, na opinião pessoal, uma pessoa não seja adequada. No entanto, alguém menos qualificado aparece de repente e consegue o emprego. Também pode levar ao consumo excessivo. A PFS muitas vezes pode ser causada pela síndrome do impostor. De repente, uma pessoa compra um carro de luxo ou roupas caras para provar que pertence.

medos positivos

O medo pode proteger uma pessoa de inconvenientes físicos catastróficos. Também pode ser útil em situações de dinheiro.

Use como um sinal de alerta. O medo é um sinal de alerta valioso. É a mente que diz à pessoa para parar e prestar atenção ao problema. Ajuda a analisar qual é a fonte do medo. Seja baseado na realidade ou no ambiente.

O mesmo pode ser dito sobre o medo da mudança. Se uma pessoa vê uma oportunidade, o medo da mudança causa uma pausa importante. Essa pausa ajuda a avaliar por que há um sentimento de medo. Isso pode fornecer uma visão significativa e o tempo necessário para perceber que outra opção pode ser melhor ou para se convencer da decisão certa. Aceitar esse medo pode ser uma solução preventiva, mas você não pode dar controle total à fobia.

tolerância de risco. Decidir quanto risco convém a uma pessoa torna-se uma parte significativa do plano financeiro. Você precisa usar o medo para determinar o quão confortável você realmente está em assumir riscos. Isso ajudará a ajustar a alocação de ativos de acordo.

Planeje os pontos de falha. Se a falha for provável ou muito cara, então é uma escolha imprudente. Esse tipo de planejamento aumenta as chances de sucesso e ajuda a superar o medo do fracasso.

Como deixar de ter medo e começar a ganhar: passos para a mudança

Como não ter medo do dinheiro e ter sucesso

Aqui vamos falar sobre maneiras de se livrar do medo dos ganhos. Seguindo estes passos, você se livrará muito rapidamente de todas as restrições que impedem sua independência financeira.

Aconselhamos a anotá-los separadamente para manter em algum lugar com você.

1 Definição de finanças

Saber quanto dinheiro uma pessoa tem e quanto ela deve, dá um ponto específico na determinação da condição financeira. Para algumas pessoas, este ponto é suficiente – é fácil imaginar que tudo é muito pior do que realmente é quando uma pessoa não conhece a situação real. O conhecimento é a melhor defesa. Quanto mais as pessoas estão cientes do estado das finanças, menos precisam ter medo dele. O truque é incorporar hábitos de dinheiro saudáveis ​​em sua vida diária e comparar suas opções antes de tomar uma decisão financeira.

2 Reconhecendo o medo de se separar do dinheiro e a mentalidade de escassez

Antes que as pessoas com fobias mudem seus padrões de comportamento, o medo deve primeiro ser reconhecido e aceito. As pessoas muitas vezes resistem a momentos que não querem aceitar, o que mantém a consciência no lugar. O primeiro passo para resolver um problema é a aceitação. Aceitar o medo significa se acalmar e assumir a responsabilidade por ele. Muitas vezes, em vez de aceitar o problema, as pessoas gastam mais energia lutando contra ele do que seria necessário para resolvê-lo.

A mentalidade de escassez é um problema sério na sociedade e a maioria das pessoas a tem em vários níveis. A mentalidade de escassez refere-se a pessoas que veem a vida como o bolo final, de modo que, se uma pessoa leva mais, deixa outras pessoas com menos. A maioria das pessoas, predominantemente no mundo corporativo, está acostumada a uma mentalidade de escassez.

3 Pesquisa sobre o medo

Você deve começar perguntando com o que este ou aquele medo está conectado. Na consciência vêm as respostas certas, conhecidas apenas pelo homem, o que dá o poder de observar os medos financeiros de um ponto de vista neutro.

4 Como não ter medo do dinheiro – Fazendo uma lista

Para avaliar os medos do dinheiro com mais cuidado, uma pessoa é forçada a monitorar constantemente pensamentos, sonhos, inspirações, objetivos e obstáculos, no que se refere ao dinheiro.

Ao monitorar essas variáveis ​​regularmente, existe uma ferramenta para ajudá-lo a identificar os gatilhos que impedem o progresso financeiro e aprender a corrigir o rumo. Pesquisas mostram que fazer uma lista torna muito mais fácil atingir metas.

Vale a pena focar em um elemento para não ficar sobrecarregado. Se você sentir falta de economia, precisará decidir o valor específico que deseja alcançar.

5 Compartilhando medos com entes queridos

Conversar com um parceiro de confiança e colocar seus sentimentos em palavras ajuda as pessoas a reduzir bastante a energia negativa que envolve o dinheiro. Muitas pessoas têm medo de compartilhar seus medos com outras pessoas, mas isso se torna um ponto necessário para resolver muitos problemas relacionados ao dinheiro. Ao compartilhar os medos com os entes queridos, torna-se possível libertar-se do fardo. No entanto, é importante lembrar que o constante desabafo de problemas sobre os entes queridos pode ter um efeito deplorável em sua condição, por isso é importante encontrar um equilíbrio.

6 Incentivo

O perdão é o caminho para a paz de espírito. Ao guardar rancor contra aqueles que causaram inconveniência financeira, uma pessoa corre o risco de causar sofrimento aos outros. A capacidade de perdoar ajudará a se livrar dos medos financeiros. Isso não resolverá todos os problemas, mas a vida se tornará mais rica e alegre com a prática regular do perdão. Esse item inclui não apenas presentes materiais que fazem você retornar aos sentimentos da fobia, mas também a pronúncia natural de qualidades e ações positivas que foram cometidas. Ao tentar se livrar de uma fobia, você não deve ter medo de exagerar, vale a pena começar a elogiar os méritos pessoais, começando com pequenas coisas que antes não davam muita importância.

7 Demonstrando gratidão

Uma ótima maneira de mergulhar na sua relação com o dinheiro em termos de gratidão é mudar sua relação com as finanças, ser grato pelas oportunidades. Para ser grato pelo estado do momento presente, é útil lembrar os tempos difíceis que uma vez foram vividos. A vida é um progresso, há um ponto no tempo em que era muito difícil. Embora seja difícil mergulhar em tais memórias, não se esqueça disso.

8 Mostre compaixão

Como não ter medo do dinheiro e ter sucesso

A conversa interna negativa gera uma consciência do medo, o que leva à depressão. A autocompaixão é o que pode criar uma sensação de conforto. O que é considerado egoísmo muitas vezes se torna uma preocupação. Em todas as manifestações de mudança positiva, você deve começar por si mesmo, isso ajudará mais tarde a mostrar compaixão pelos outros.

A caridade é algo que muitas pessoas incluem em seu plano para se livrar do medo do dinheiro. Pode parecer contra-intuitivo dar dinheiro. Mas doar ou apoiar uma causa traz felicidade e um senso de propósito em ajudar os outros. Também ajuda a ser mais consciente e grato pelo dinheiro que você ganha.

9 Liberdade emocional

O mundo desenvolveu um número considerável de práticas que são utilizadas com sucesso por pessoas de todo o mundo para superar problemas como medo, fobias, transtornos de estresse pós-traumático e dores crônicas. A solidão e a definição de uma atividade favorita ajudam a se livrar das emoções negativas para se concentrar mais na questão de como deixar de ter medo e começar a ganhar. Também é útil para superar obstáculos que impedem a realização de quaisquer outros objetivos. Para isso, não é necessário recorrer a profissionais e treinadores. Para começar, vale a pena fazer todas as tentativas possíveis para lidar com esses problemas por conta própria.

10 Como não ter medo do dinheiro – valorizando outros fatores

Quando as pessoas permanecem presas ao medo, é difícil apreciar as coisas positivas que estão presentes na vida. Uma coisa que é esquecida de ser reconhecida é o valor do tempo. O tempo é o mesmo para todas as pessoas. Todo mundo tem 24 horas em um dia, então, nesse aspecto, todos são iguais antes do tempo. Quando uma pessoa aprecia o tempo por seu valor enorme e absoluto, os medos deixam de ter impacto.

11 Pensando no componente de custo

Todo mundo sabe que o dinheiro é limitado e deve ser usado com sabedoria. É quando uma pessoa leva essa ideia ao extremo que uma fobia pode se manifestar. Para combater esse medo, vale a pena planejar todas as despesas. Acompanhe quanto dinheiro vai para cada despesa e crie economias.

12 Organizando pagamentos automáticos

Alternar contas para pagamento automático significa que as pessoas ignoram o processo de abertura de contas, login em uma conta e pagamentos mensais – uma grande fonte de preocupação para muitas pessoas. Se você tiver um empréstimo, poderá obter um desconto na taxa de juros apenas para assinar o pagamento automático. Isso pode limpar o espaço mental que você precisa para se concentrar em coisas mais importantes, como orçamento, economia e planejamento financeiro.

A maioria das empresas envia uma notificação por e-mail antes de um pagamento ser feito e depois de processado. No entanto, é uma boa ideia fazer login em sua conta bancária ou aplicativo pelo menos uma vez por mês para garantir que os pagamentos sejam processados ​​corretamente.

13 Planejamento de orçamento

Fazer um plano de como gastar dinheiro todos os meses pode ser reconfortante quando você tem medo de gastar demais. Isso facilita a verificação de orçamentos excessivos.

Uma maneira fácil de fazer isso é usar um aplicativo de orçamento. Os programas se conectam a contas bancárias, cartões de crédito e outras contas de credores para analisar as despesas e sugerir onde cortá-las. Isso simplifica muito o processo quando você não tem tempo para verificar regularmente várias contas.

14 Vivendo o momento presente

Viver neste momento no tempo significa estar em contato com a consciência interior. Mas essa consciência é muitas vezes chamada de organização interna.

Os pensamentos vêm e vão, as emoções também vêm e vão. Isso permite que pensamentos e emoções estejam em harmonia, sem se distrair com momentos problemáticos. Porque a vida no presente ajuda a distrair dos fatores preocupantes e concentrar-se na promoção, o que também ajudará a superar os problemas financeiros.

15 Liberando crenças profundamente enraizadas

Como não ter medo do dinheiro e ter sucesso

Alguns cresceram em um ambiente onde havia brigas e discussões frequentes sobre dinheiro. Na infância, vários estados de ansiedade podem surgir.

O fato é que as experiências na infância podem deixar uma impressão concreta que continua na vida. Separar-se dessas primeiras impressões pode ser um processo difícil e doloroso.

16 Como não ter medo do dinheiro – Estabelecendo metas financeiras de longo prazo

Uma vez que uma pessoa começa a pagar dívidas e acumular economias, ter uma meta de longo prazo pode ajudar a manter esses hábitos. Vale a pena pensar em como você quer ver o futuro nas próximas décadas. Casa própria, poupança para a aposentadoria. Existem outros objetivos pessoais específicos que o planejamento financeiro pode ajudar a alcançar. É muito importante. Porque afeta diretamente o sucesso subsequente.

Também vale a pena descobrir quanto custa economizar para esses fins e reservar o dinheiro de cada salário para uma conta separada. Porque economizar adiantado ajudará você a evitar dívidas desnecessárias e a ser mais barato a longo prazo.

17 Comparações de opções para pedir dinheiro emprestado

Em alguns casos, as pessoas podem precisar de um empréstimo. Porque esses momentos incluem comprar uma casa, investir em educação ou até mesmo abrir um negócio.

Para encontrar a oferta certa de empréstimo ou hipoteca, você deve comparar todas as opções disponíveis analisando taxas e condições, requisitos e fatores como avaliações de clientes. Obter o acordo de empréstimo certo pode inicialmente facilitar o gerenciamento e garantir que você não gaste mais do que o necessário. Muitas pessoas têm medo de empréstimos, mas isso se torna uma certa almofada de segurança, que também pode ser considerada como um item para se livrar dos medos. Conseguir um empréstimo nem sempre significa ficar sem dinheiro, te dá a vantagem de não economizar dinheiro, que tende a cair de valor.

18 Organize o tempo para reajustar a zona de conforto

Passando a maior parte de sua vida com um orçamento rigoroso, gerenciando valores de dívidas e vivendo de salário em salário, levará tempo para se acostumar com o fato de que a vida está mudando.

A maioria das pessoas luta não pelo absoluto, mas pelo conforto pessoal. Mas eles inconscientemente querem replicar padrões de relacionamento familiares ou estilos de vida aos quais estão mais acostumados.

Para lidar com o medo, uma pessoa deve aprender o máximo possível sobre dinheiro, porque saber disso pode ajudar a apagar fobias e impedi-las de controlar a vida.

Profissionais da área de psicologia financeira, juntamente com o trabalho pessoal sobre o estado interno, oferecem soluções para essas dificuldades que não devem ser negligenciadas. Todos esses tratamentos ajudam a chegar à raiz para superar o problema.

Fonte de gravação: kakzarabotat.net

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação